Deputado federal pede impeachment de Alckmin por crime de responsabilidade

Pedido foi protocolado na Alesp

Texto cita reajuste de salários

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin já foi alvo de outros 2 pedidos de impeachmentBeto Barata/PR

O deputado federal Major Olimpio (SD-SP) protocolou pedido (íntegra) de impeachment nesta 3ª feira (30.jan.2018) contra o governador de São Paulo e presidenciável, Geraldo Alckmin (PSDB), por crime de responsabilidade. O congressista diz que Alckmin não cumpre a obrigatoriedade da revisão anual da remuneração dos servidores públicos da segurança pública.

“Ele é o carrasco do serviço público”, disse o deputado.

O deputado afirma que há 4 anos o governador de São Paulo “vem desrespeitando” a Constituição e “os cidadãos paulistas” ao não dar a revisão anual de suas remunerações. Para ele, é “1 absurdo o Governador do Estado não respeitar o ordenamento jurídico. Devemos dar uma basta nesse ato de improbidade, e essa denúncia deve ser recebida para seu regular processamento e julgamento”.

“Isso não é motivo de celebrar, e sim, uma vergonha. Há 4 anos que Alckmin vem desrespeitando a Carta Maior do Brasil, bem como os cidadãos paulistas, em especial os servidores públicos e militares do Estado, ao não dar a revisão anual de suas remunerações, que não possui caráter de aumento salarial, e sim de mera reposição inflacionária para esses servidores”, disse Major Olimpio.

O congressista disse ainda que apenas de reposição inflacionária dos últimos 4 anos, o índice deveria ser de 27,94%, e não 4%.

Para o secretário-chefe da Casa Civil do Estado de SP, Samuel Moreira, apesar de não ter lido a íntegra do pedido, o pedido apresentado “é juridicamente inepto e com intuito exclusivamente eleitoral”.

OUTROS PEDIDOS

Esta não é a 1ª vez que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é alvo de pedido de impeachment. Outros 2 pedidos já foram protocolados mas não obtiveram sucesso.

Em 2014, o deputado federal Carlos Gianazzi (PSOL-SP), apresentou pedido de impeachment após áudio de reunião de Alckmin com a ex-presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado) Dilma Pena. No áudio, ela afirma que a empresa deixou de avisar a população sobre a crise hídrica no Estado.

Em 2016, foi a vez de 1 empresário ir contra Alckmin. Desta vez, o motivo foi o descumprimento de decisão judicial sobre a reorganização escolar, quando o governo reprimiu estudantes que ocuparam escolas como forma de protesto.

https://www.poder360.com.br/governo/deputado-federal-pede-impeachment-de-alckmin-por-crime-de-responsabilidade/