CONGRESSO EM FOCO: MAJOR OLIMPIO É UM DOS CAMPEÕES NA VOTAÇÃO DA INTERNET

Francischini, Olímpio e Waldir, os campeões na votação da internet

Três policiais que defendem tolerância zero no enfrentamento à criminalidade são os vencedores na votação do público nesta 11ª edição do Prêmio Congresso em Foco. O trio é filiado ao PSL do candidato a presidente Jair Bolsonaro. Com 21.275 votos, o Delegado Francischini (PR) foi o grande vencedor na categoria geral “Melhores deputados”. Na segunda colocação, com 18.391 votos, ficou o Major Olímpio (SP). O Delegado Waldir (GO) foi o terceiro colocado, com 4.834 votos.

Os nomes deles foram anunciados na cerimônia de entrega do prêmio, nesta noite (13), no Porto Vittoria Espaço de Eventos. A votação foi feita entre 1º e 31 de julho. Só puderam ser votados aqueles congressistas que não respondem a inquérito ou ação penal no Supremo Tribunal Federal ou que exerceram o mandato por pelo menos 60 dias no atual ano legislativo.

Os três primeiros receberam troféus; os 17 demais premiados, certificados.

“Mesmo com as nossas diferenças, desejo que Deus possa ajudar nosso país. O rumo para um país decente é um país honesto”, disse o vencedor, Delegado Francischini. Ele também afirmou queBrasil precisa combater a corrupção e ter melhor gestão. “O Brasil precisa de gestão, combate à corrupção e gente de bem para transformar o país”, concluiu.

Ao receber o prêmio de terceiro mais votado pelo público, Waldir agradeceu a Deus e à sua família. “Agradeço à Deus e à minha família, é muito importante para nós receber esse prêmio”.

Quem também agradeceu Deus e sua família foi Olimpio, o segundo mais votado agradeceu. “Quero agradecer a Deus essa possibilidade, agradecer a minha família que aqui está. Não poderia ter uma despedida melhor da Câmara dos Deputados com o reconhecimento público desta natureza. Quem sabe o povo de São Paulo possa me reconhecer para outras batalhas”, disse o deputado ao receber o Prêmio.

Bandeiras em comum

Delegado da Polícia Federal, Francischini exerce seu segundo mandato na Câmara. Eleito pelo PSDB, passou pelo PEN e pelo Solidariedade antes de se filiar ao PSL. Foi secretário de Segurança Pública do Paraná e sub-relator da CPI mista da JBS. Este é o quarto ano em que ele aparece entre os premiados. Mas é a primeira vez que aparece como o mais votado.

Policial militar desde 1978 e professor de Educação Física, Major Olímpio foi deputado estadual antes de chegar à Câmara em 2015. Em 2016 fez protestos públicos contra desafetos políticos como o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Lula. Aos 56 anos, está entre os premiados pela segunda vez.

Delegado da Polícia Civil, Waldir foi eleito em 2014 com a maior votação da história de Goiás na Câmara, com 178 mil votos. Tem 55 anos. Deixou o PSDB em 2016 para se candidatar à prefeitura de Goiânia pelo PR. Ficou na terceira colocação. Filiou-se ao PSL este ano.

Os três parlamentares têm bandeiras em comum, como a defesa da segurança pública e o combate ao crime organizado, categoria em que Francischini foi também o mais votado na avaliação popular. Eles também defendem o endurecimento da legislação penal e a derrubada do Estatuto do Desarmamento para que as pessoas possam portar e circular com facilidade com armas de fogo.

 

Veja a votação da internet por ordem decrescente:

1º – Delegado Francischini (PSL-PR) – 21.275 votos

2º – Major Olimpio (PSL-SP) – 18.391

3º – Delegado Waldir (PSL-GO) – 4.834

4º – Onyx Lorenzoni (DEM-RS) – 3.625

5º – Capitão Augusto (PR-SP) – 3.592

6º – Jean Wyllys (Psol-RJ) – 3.389

7º – Chico Alencar (Psol-RJ) – 3.318

8º – Glauber Braga (Psol-RJ) – 2.551

9º – Luiza Erundina (Psol-SP) – 2.096

10º – Alessandro Molon (PSB-RJ) – 1.999

11º – Ivan Valente (Psol-SP) – 1.899

12º – Carlos Sampaio (PSDB-SP) – 1.546

13º – Bohn Gass (PT-RS) – 1.471

14º – Rosangela Gomes (PRB-RJ) – 1.392

15º – Carlos Manato (PSL-ES) – 1.309

16º – Cabo Sabino (Avante-CE) – 1.214

17º – Sérgio Reis (PRB-SP) – 1.190

18º – Antonio Bulhões (PRB-SP) – 1.157

19º – Edmilson Rodrigues (Psol-PA) – 1.135

20º – Mara Gabrilli (PSDB-SP) – 1.089

Votação segura

A consulta popular na internet é um dos três filtros do Prêmio Congresso em Foco. Também foram escolhidos os melhores parlamentares na avaliação de jornalistas que cobrem a Câmara e o Senado e de um júri especializado. Os participantes da votação digital podem ter certeza de uma coisa: poucas consultas feitas pela internet são tão bem monitoradas quanto esta.

Todos os dados foram periciados pela Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF). No parecer da APCF, Evandro Mário Lorens, que é perito em Tecnologia da Informação, afirma:  “O processo de votação do Prêmio Congresso em Foco 2018, bem como os resultados parciais e finais da votação apresentados pela organização do Prêmio Congresso em Foco foram auditados e verificados, sendo, em nossa opinião, idôneos”.

Durante o mês de votação, foram feitos todos os acompanhamentos para garantir que o processo fosse realizado com a maior segurança e legitimidade possíveis. Os votos passaram inicialmente pela checagem e filtragem dos seus números de Internet Protocol – o famoso IP, número pelo qual o dispositivo usado pelo usuário é identificado na rede mundial de computadores. Posteriormente, foram auditados pela área de tecnologia do Congresso em Foco e pela APCF.