PODER 360 destaca pedido de impeachment protocolado por Major Olimpio contra Alckmin

Deputado federal pede impeachment de Alckmin por crime de responsabilidade

Pedido foi protocolado na Alesp

Texto cita reajuste de salários

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin já foi alvo de outros 2 pedidos de impeachmentBeto Barata/PR

O deputado federal Major Olimpio (SD-SP) protocolou pedido (íntegra) de impeachment nesta 3ª feira (30.jan.2018) contra o governador de São Paulo e presidenciável, Geraldo Alckmin (PSDB), por crime de responsabilidade. O congressista diz que Alckmin não cumpre a obrigatoriedade da revisão anual da remuneração dos servidores públicos da segurança pública.

“Ele é o carrasco do serviço público”, disse o deputado.

O deputado afirma que há 4 anos o governador de São Paulo “vem desrespeitando” a Constituição e “os cidadãos paulistas” ao não dar a revisão anual de suas remunerações. Para ele, é “1 absurdo o Governador do Estado não respeitar o ordenamento jurídico. Devemos dar uma basta nesse ato de improbidade, e essa denúncia deve ser recebida para seu regular processamento e julgamento”.

“Isso não é motivo de celebrar, e sim, uma vergonha. Há 4 anos que Alckmin vem desrespeitando a Carta Maior do Brasil, bem como os cidadãos paulistas, em especial os servidores públicos e militares do Estado, ao não dar a revisão anual de suas remunerações, que não possui caráter de aumento salarial, e sim de mera reposição inflacionária para esses servidores”, disse Major Olimpio.

O congressista disse ainda que apenas de reposição inflacionária dos últimos 4 anos, o índice deveria ser de 27,94%, e não 4%.

Para o secretário-chefe da Casa Civil do Estado de SP, Samuel Moreira, apesar de não ter lido a íntegra do pedido, o pedido apresentado “é juridicamente inepto e com intuito exclusivamente eleitoral”.

OUTROS PEDIDOS

Esta não é a 1ª vez que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é alvo de pedido de impeachment. Outros 2 pedidos já foram protocolados mas não obtiveram sucesso.

Em 2014, o deputado federal Carlos Gianazzi (PSOL-SP), apresentou pedido de impeachment após áudio de reunião de Alckmin com a ex-presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado) Dilma Pena. No áudio, ela afirma que a empresa deixou de avisar a população sobre a crise hídrica no Estado.

Em 2016, foi a vez de 1 empresário ir contra Alckmin. Desta vez, o motivo foi o descumprimento de decisão judicial sobre a reorganização escolar, quando o governo reprimiu estudantes que ocuparam escolas como forma de protesto.

https://www.poder360.com.br/governo/deputado-federal-pede-impeachment-de-alckmin-por-crime-de-responsabilidade/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *