Portal BR 18 destaca declaração de Major Olimpio sobre negativa de Gal Heleno

Major Olímpio: ‘Perda do General Heleno é motivo de tristeza’

O Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo, disse ao BR18 nesta quarta-feira, 18, que “é motivo de tristeza” a perda do General Augusto Heleno Ribeiro Pereira como vice de Jair Bolsonaro, com a decisão do PRP de rejeitar a aliança com o pré-candidato do PSL. “Nós queríamos o General Heleno, pelo que ele representa, não só para as Forças Armadas, mas para o povo brasileiro, independentemente do PRP ou  de qualquer outro partido”, afirmou.

Segundo Olímpio, tanto Bolsonaro quanto o General Heleno e ele próprio imaginavam que seria “uma grande honra para o PRP participar do processo de mudança do Brasil”. O partido, porém, alegou que já já estava compromissado com alianças regionais e rejeitou a oferta. “Se eu conheço bem o General Heleno, ele vai pedir a desfiliação imediata do PRP e continuar a ajudar Bolsonaro, como já estava fazendo, como responsável pela área de defesa e de segurança de seu programa de governo.”  / José Fucs

 

Nós temos até dia 5 para definir o vice’, diz Olímpio

Com a decisão do PRP de rejeitar a aliança com o PSL e a impossibilidade de Jair Bolsonaro ter o General Heleno como vice em sua chapa, a questão, que parecia definida, voltou à estaca zero.

O  Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo, disse ao BR18, porém, que “não há desespero” em resolver o assunto. “No domingo (dia 22), nós temos a nossa convenção, mas a figura do vice deverá ficar em aberto. Nós temos até o dia 5 de agosto para definir quem será o vice.” / José Fucs

Aliança emperra e General Heleno não será vice de Bolsonaro

Ao contrário do que se anunciou nos últimos dias, o general da reserva Augusto Heleno Ribeiro Pereira não será candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro, segundo informou o Major Olímpio, presidente do PSL de São Paulo, nesta quarta-feira, 18.

Numa espécie de anticlímax, o PRP, ao qual o general Heleno é filiado, não aprovou a esperada aliança com o PSL de Bolsonaro. Com isso, a busca por um nome para ser vice do “capitão” deverá continuar. Uma das opções, que pode ganhar força agora, é a advogada do impeachment Janaína Paschoal, que já declarou estar aberta a conversar sobre o assunto com JB. / José Fucs